domingo, 28 de janeiro de 2018

Racionalidade nunca foi meu forte… ainda bem!

Por: Ana Santana

post

 

“O amor me chamou pra um outro lado e eu fui atrás dele. Eu pensei que se eu não fosse, a minha vida inteira ia ser assim. Vida de tristeza, vida de quem quis de corpo e alma e mesmo assim não fez. Daí eu fui. Eu fui e vou, toda vez que o amor me chamar, vocês entendem? Como um cachorrinho, mas coroada como uma rainha.”

(Lisbela e o Prisioneiro)

 

Existe definição melhor? Eu vou feito um cachorrinho para tudo que o meu coração chamar. Vou porque a emoção sempre foi meu ponto fraco e me revela uma força que nem eu mesma sabia que tinha. E todas as vezes em que tentei tapar os ouvidos para o que meu coração falava, eu me senti sufocada. Agoniada. Como se estivesse agonizando em vida por pura teimosia. Não dá. Não nasci para me sentir assim. Não nasci para ser guiada prioritariamente pela racionalidade, para calcular minuciosamente os sentimentos, desejos e suas consequências, para só depois decidir se vou ou não.

Eu vou é logo! E não tente me segurar, porque luto com unhas e dentes pelo que acredito e desejo. E não deixo ninguém dizer o que é melhor para mim. “Se eu fosse você não faria isso…”, ainda bem que não é. Por favor, não encare como arrogância, ouço conselhos e repenso quando algum mal pode me acontecer. Mas aprendi que, no fim de tudo, a vida vem acertar as contas comigo mesma. Ninguém vai pagar no meu lugar. Então, por favor, deixe-me pagar o preço pelo que eu escolhi. E não outra pessoa. E, olha, até agora não me arrependo de absolutamente nada.

Meus sentidos são norteados pelo coração. Sou alma. Emoção. Sei ser razão quando ela não me impede de ir em busca do que me faz enxergar vida na vida, caso contrário, finjo que nem a conheço. Porque é só isso que me importa, dar vida à minha existência.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone
Sobre o autor

Ana Santana

Pernambucana por naturalidade, baiana por amor, estudante de psicologia, intensa, indecisa e escorpiana. Escrever é fazer minha alma respirar e meu coração suspirar.

COMENTÁRIOS

BUSCAR

facebook instagram twitter youtube

Tem uma sugestão?

Indique um post!

NEWSLETTER